Década de 60

Brasília é inaugurada em 1960

O estilo tanto na moda como na arquitetura pode variar, mas mantém sempre uma identidade, como a obra do arquiteto Oscar Niemeyer, que criou Brasília.

60_1_brasilia

Os anos 1960 foram divididos entre elegância e ousadia no mundo.

Mulheres ícones

 Mulheres dos anos 60 no exterior 

Jacqueline Kennedy

Oleg Cassini foi o estilista responsável pelas roupas elegantes da primeira-dama dos EUA.

 60_2_mulheres_jacqueline

 60_2_mulheres_audrey

Audrey Hepburn

No filme Bonequinha de Luxo, o vestido coctail dress preto do estilista Givenchy.

 

Twiggy

Magra, olhos grandes, cabelos curtos, cílios pintados com rímel. Moda jovem e moderna.

  60_2_mulheres_twigy

60_2_mulheres_jane

Jane Fonda

O filme Barbarella a tornou ícone do feminismo da época e símbolo sexual.

 

Mulheres dos anos 60 no Brasil

No Brasil, elegância x ousadia também imperava. 

Maria Tereza Goulart

Dener foi o estilista da primeira-dama do Brasil, esposa de Jango.

  60_2_mulheres_brasil1

60_2_mulheres_brasil2

Ieda Maria Vargas

A gaúcha foi Miss Brasil em 1963 e se tornou Miss Universo.

 

Wanderléa

Apresentava o programa Jovem Guarda com Erasmo e Roberto Carlos.

  60_2_mulheres_brasil3

60_2_mulheres_brasil4

Rita Lee

Com Arnaldo e Sérgio Batista cantava no grupo Os Mutantes.

 

Influências

Cinema na moda: boina

 60_3_cinema1

O filme de 1967, Uma Rajada de Balas (Bonnie and Clyde) com Warren Beatty e Faye Dunaway, se passa na década de 1930 e influencia a moda.

 60_3_cinema2

A boina ganha as páginas de MANEQUIM.
O cenário da foto tem influência da Pop Art.

Moda jovem/Pop art

60_4_modajovem1

A partir dessa década a moda passa a ser um indicador da mudança de atitudes e de comportamentos das grandes massas.

O mesmo vestido reproduzido em série e em várias cores. 

60_4_modajovem2

 

 

 

 

 

 

 A mesma Marilyn Monroe, de Andy Warhol, reproduzida em série e em várias cores.

  

Beleza nos anos 60

 60_5_beleza1

Sombra branca, batom clarinho, cílios postiços e olhos marcados com delineador.

  60_5_beleza2

Cabelo flou é livre em ondas, levantado na nuca por pente ou fivela. O cabelo estilo Beatle (inspirado na banda Os Beatles) é geométrico, estilizado, corte de alta precisão com a tesoura de Vidal Sasson. 

 60_5_beleza4

A modelo Twiggy estabeleceu a magreza como padrão de beleza.

 

Peças e looks

Minissaia

A moda era um anseio de liberdade da juventude que dizia o que vestir.
E passa a ser mais acessível, via prêt-à-porter.

A saia era míni.

 60_6_minissaia

  

Moda pronta

Terninho em cores claras, jabô e punhos em renda. Viva o prêt-à-porter!

 60_6_modapronta 

 

Simplificação das formas

60_7_simpformas

Em 1961, Iuri Gagarin (foto), astronauta russo, chega ao espaço e, em 1969, Neil Armstrong, é o primeiro homem norte-americano a pisar na Lua.

Nas páginas de MANEQUIM, as Moon Girls, de André Courrèges.

60_7_simpformas2

As formas eram simples e a inspiração espacial.

Estampas e cores vibrantes

 60_8_estampas1  60_8_estampas2

Estampa Pucci e perucas.

A pílula anticoncepcional

chegou ao mercado brasileiro em 1962 e foi uma das principais responsáveis pela emancipação feminina em todo o mundo.

 

Tailleur: estilo Chanel

60_9_tailleur1

Tailleur estilo Chanel, usado no começo da década de 1960, chapéu pillbox

 60_9_tailleur2

Tailleur agora com paletó mais comprido e lapelas, botas de cano longo. 

 60_9_tailleur3

 A prática da equitação inventou o tailleur, mas foi Chanel quem o tornou famoso.

Ela usou a idéia do movimento alemão Bauhaus (menos é mais) para fazer uma roupa prática, usável por uma mulher independente.

 

Estilistas  

Alceu Penna:

“as garotas do Alceu”

 60_10_alceupenna2 

 Um grande nome da moda nacional, desde os anos 1950, ilustrava a revista semanal O Cruzeiro com a coluna “As Garotas do Alceu”.

O que Alceu sugeria como moda era feito pelas costureiras brasileiras. As roupas eram desenhadas com as texturas e as cores das estações. 

Dener:

um luxo! Alta costura brasileira

  60_11_dener2

Destacou-se como estilista de uma moda refinada. Seus vestidos de noiva e de festa eram sofisticados.

Foi estilista da primeira-dama Maria Tereza Goulart, esposa do então presidente Jango.
O primeiro a questionar a identidade da moda brasileira e a vangloriar-se de ser “o criador da moda nacional”. 

Clodovil:

alta-costura e prêt-à-porter

 60_12_clodovil2

 Os seus modelos de festa e vestidos de noiva ficaram famosos. Tinha um ateliê na rua Oscar Freire, em São Paulo, onde desenhava modelos exclusivos para as suas clientes. Com o início do prêt-à-porter licenciou vários produtos com o seu nome, como jeans, bolsas e até um carro.

  

Guilherme Guimarães:

50 anos de luxo e sofisticação

 60_13_guilherme2

 No início dos anos 1960, apresentou coleções nos Estados Unidos e foi um dos estilistas convidados pela Rhodia para criar modelos com os tecidos sintéticos. Gui-gui vestiu as mulheres da alta sociedade e fez trabalhos para a Maison Dior. Licenciou produtos como jeans, óculos e camisas masculinas. Assinou o figurino de Danuza Leão (foto) no filme de Glauber Rocha, Terra em Transe, 1967. Hoje, trabalha em seu próprio ateliê no bairro de Higienópolis, em São Paulo.

Published in: on 15 de setembro de 2009 at 0:30  Comments (2)  
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.